Em Destaque

Conversamos com alguns profissionais de vários segmentos: catering, fotografos, bolos, decoração, recepção, música e desenvolvemos a lista das 10 coisas que você não deve fazer na preparação do seu Casamento. São coisas simples, mas que podem evitar grandes dores de cabeça.

 

-----------------------------------------------------------------------------------
10 coisas que não deve fazer no seu casamento...
-----------------------------------------------------------------------------------

 

1 - Organizar o seu casamento sozinha.
Para organizar, preparar e coordenar o dia mais importante da sua vida, com o estilo que você merece, com profissionais qualificados e adequados ao seu perfil e, o essencial, com economia você não deve deixar de ter um assessor para eventos. Este profissional vai acompanhá-los passo a passo, antes e durante o seu casamento, até ao final da festa proporcionando-lhe a tranquilidade e a segurança necessária para melhor aproveitarem essa data inesquecível. Isto não impede que você aprecie este momento especial, mas sempre tendo o cuidado e levando em conta as dicas deste profissional.

2 - Chamar um amigo para prestar algum serviço em vez de contratar um profissional.
Por vezes temos um amigo que fotografa bem, uma amiga que faz bolos saborosos, um tio que tem um automóvel bonito. Sem perceber vocês impõem a essas pessoas uma responsabilidade e um stress que elas não estão acostumadas e isso pode perturbá-los, acarretando um desempenho frustrante e quem perde são os noivos. Os resultados podem ser fotos desfocadas, ou pior, inexistentes, bolos com aparência estranha (e amigas exaustas), atrasos e confusões com horários e locais devido à inexperiência do motorista, entre outras complicações que poderiam ser evitadas, por isso tome muito cuidado se algum amigo ou parente estiver a prestar algum serviço no seu casamento.

3  - Contratar serviços e profissionais sem um planeamento prévio adequado ao seu orçamento.
Um planeamento prévio de quanto se pretende, ou melhor, se pode gastar com o casamento, é muito importante para que vocês possam iniciar uma etapa nova na vida com tranquilidade e sem dívidas. O seu assessor ou cerimonial pode ajudar a mostrar essa previsão de gastos.

4  - Escolher o local para a cerimónia ou para a recepção sem levar em conta o número de convidados.
Os locais para realização do seu casamento não podem ser nem grandes e nem pequenos demais. Ao escolher a igreja para a sua cerimónia e o local da sua festa, tenha sempre em mente o número aproximado de convidados. É extremamente desagradável para os noivos quando vêem aquele corredor imenso e vazio. O contrário também é complicado: superlotação, convidados de pé. Na recepção, então, é pior: por vezes é necessário colocar mesas extras durante a festa, obviamente sem a decoração das demais.

5 - Deixar de fazer confirmação de presença.
A confirmação de presença é imprescindível. Com aproximadamente vinte dias do casamento vocês devem dividir a lista de convidados em duas partes: 1ª “temos a certeza que vêm” 2ª “achamos que vêm”. Esta segunda lista tem que ser conferida por telefone. Isso evitará surpresas desagradáveis, além de gastos desnecessários.

6 - Determinar com os músicos os estilos de músicas que devem ou não devem ser tocados.
Apesar de não gostarem desse ou daquele estilo de música, deixem os músicos tocar um pouco de tudo, eles vão sentir o que está a agradar mais vendo a pista mais cheia.

7 - Deixar de fazer lista de presentes.
A lista de presentes ao contrário do que se pode pensar é um conforto para os convidados. Estes ficam sempre na incerteza: O que será que eles estão a precisar? Onde será que encontro um presente bonito e que agrade os noivos? Quando a lista existe fica tudo mais tranquilo para o convidado e para os noivos, facilitando inclusive as futuras trocas

8 - Convidar um número de pessoas para a cerimónia religiosa e selecionar, por algum motivo, convidados para a festa.
Esta é uma situação extremamente desagradável para a pessoa que não foi convidada para comparecer na festa. Por mais discrição que se tenha, a informação que haverá uma festa restrita, de alguma maneira acaba sempre por ser abordada por alguém e aquele que não sabia por que não foi convidado vai se sentir desprestigiado e com certeza decepcionado com os noivos.

9 - Chamar para o cortejo meninas das flores e meninos das alianças muito novos.
As crianças com menos de quatro / cinco anos são sempre uma surpresa: podem entrar lindas, mas também podem não entrar ou voltar para trás a meio do cortejo, ou chorar assustados com o barulho e com as pessoas. Se mesmo assim vocês fazem questão de crianças bem pequenas, pelo menos não dêem a responsabilidade das alianças para elas.


10 - Decidir casar com um tempo de preparação muito curto.

Um tempo bom para preparação do casamento é de 10 a 12 meses. Esse tempo proporcionar-lhe-á, além de uma organização e planeamento económico dos seus gastos, uma melhor selecção de profissionais, como também de locais para a cerimónia e festa.